Em tempos de aumento dos casos de coronavírus no estado, está cada vez mais difícil aos moradores da cidade encontrarem frascos de Álcool Gel a venda nas prateleiras de lojas e farmácias do município.

Moradores relatam enorme dificuldade para encontrar e, especialmente comprar os produtos, até pouco tempo, os moradores da cidade pagavam em média R$ 10 por um frasco de 420g de álcool gel 70% nas lojas e farmácias de Itapevi, atualmente, o produto já foi encontrado sendo vendido por R$ 30. Frascos menores, que eram vendidos a R$ 2, atualmente são encontrados sendo vendidos por R$ 8.


Leia também:

Idosa com sintomas de COVID-19 morre em PS Central de Itapevi

MP determina exoneração de 300 pessoas contratadas sem concurso público em Itapevi

Idosa que morreu com suspeita de COVID-19 tinha 60 anos e morava no Cardoso


Devido a alta procura, quando recebem carregamento do produto as lojas têm controlado a compra de até 2 unidades por cliente, apesar disso os estoques duram poucas horas, como afirma Luiza, gerente de uma farmácia localizada no centro da cidade.

Consumidor pode denunciar preços abusivos

Os consumidores que encontrarem álcool gel 70% com preços abusivos em farmácias e supermercados da cidade podem fazer denúncias no Procon-SP.

É possível fazer a denúncia por meio do telefone 151, do site ou do aplicativo, que pode ser baixado gratuitamente nas plataformas Android ou iOS.

Ao optar pela denúncia no site, o consumidor deve acessar www.procon.sp.gov.br e clicar no botão “faça sua reclamação” para acessar a área de login e se cadastrar. Após o cadastro, receberá um e-mail de confirmação e acessando novamente ele poderá fazer sua reclamação no botão específico para o coronavírus.

Outra forma de denunciar é por meio das redes sociais. O consumidor que encontrar preços abusivos podem fazer um post a respeito e marcar a página do Procon-SP (@proconsp) nas redes sociais, indicando o endereço do local.

Segundo o Código de Defesa do Consumidor, a prática abusiva acontece quando os preços são elevados sem justa causa para os vendedores obterem vantagens. O estabelecimento está sujeito a multa de até R$ 10.118.679,45.