COMPARTILHAR
Foto: Arquivo pessoal / Thiago Passos

A Justiça tardou e muito, mas ao final, não falhou com Thiago Augusto Alves de Souza. Na terça-feira passada (15), ele provou sua inocência e reconquistou a liberdade após 3 anos na cadeia.

+ Foto em que Silvio Santos parece estar sem os dentes viraliza na internet

Thiago foi preso sob a acusação de ter integrado uma organização criminosa, que assaltou um supermercado de São Vicente (SP) em janeiro de 2019.

+ Igor Soares se ajoelha após ligar escada rolante de passarela em Itapevi

Com o auxílio de um grupo de advogados, ele reuniu provas ao longo dos anos que comprovou que ele jamais foi parte da organização, tampouco era envolvido no crime. inclusive, Thiago nem se encontrava próximo do local onde o incidente ocorreu.

+ Jojo Todynho fala sobre casamento a distância com Lucas Souza: ‘Que Deus nos blinde cada vez mais’

A investigação pelo roubo no supermercado produziu a prisão, totalmente equivocada, de Thiago, que sempre alegou sua inocência.

De acordo com o portal Diário do Litoral, o crime foi cometido por 3 homens que entraram no estabelecimento comercial, localizado no bairro Parque São Vicente, onde anunciaram o assalto.

Em seguida, a quadrilha disparou contra um segurança do comércio, que felizmente sobreviveu à agressão. Ele reconheceu por meio de fotografias 2 dos 3 agressores.

Thiago foi o terceiro apreendido. Ao longo de 3 anos, ele, seus familiares, e os advogados que cuidaram do caso travaram uma batalha na Justiça para provar a sua inocência.

No dia do ocorrido, o rapaz se encontrava na casa de sua namorada, aproveitando o dia.

Graças às imagens obtidas das câmeras do supermercado foi possível constatar que os criminosos vestiam roupas diferentes daquelas que Thiago usava, algo que foi aliado ao fato de que ele não possuía um porte físico compatível com nenhum dos 3 envolvidos no roubo.

“Nós fizemos o júri anteontem, na terça-feira, e acabou que ele foi absolvido e inclusive com uma sugestão do Ministério Público. Conseguimos comprovar que ele estava preso realmente injustamente e as provas, elas não diziam o contrário. Então, os jurados entenderam realmente que ele era inocente e ele foi absolvido. Inclusive já conseguimos o alvará de soltura e ele foi liberado”, finalizou Thiago Passos, advogado de Thiago Augusto.

Você tem toda uma vida pela frente, Thiago!