Estrada está em condições de calamidade e prefeitura se diz sem recursos para recapeamento. Foto: Itapevi Realidade

Clique Aqui e envie um “OI” pelo WhatsApp para receber mais notícias de Itapevi e do Brasil em seu celular gratuitamente.


A prefeitura de Itapevi está buscando recursos e/ou parcerias para viabilizar a recuperação asfáltica da via“, é o que afirmou a prefeitura de Itapevi quando questionada a respeito da situação de calamidade em que se encontra a rua Santa Tereza, no bairro Ambuitá.

Em quase dois anos o Itapevi Realidade denunciou o problema e cobrou providências da prefeitura da cidade por quatro vezes (Primeira, Segunda, Terceira e Quarta), em junho 2017 a prefeitura chegou a assumir o compromisso de abrir um processo licitatório nas “próximas semanas“, entretanto, questionada inúmeras vezes a respeito deste compromisso, a prefeitura sempre se esquivou de qualquer esclarecimento para o contribuinte a respeito do assunto.

Diferente das ruas e avenidas da região central de Itapevi, que receberam milhões de reais de investimentos, valorizando casas, prédios e terrenos comerciais que pertencem, em sua maioria, a políticos (vereadores, prefeitos e deputados) que estão ou estiveram, por um tempo, a frente da administração municipal da cidade, a estrada Santa Tereza não recebeu nenhum investimento por parte da administração municipal nos últimos anos.

A estrada que é utilizada diariamente por cidadãos comuns, gente honesta e simples, propositalmente abandonada durante anos pela administração municipal, é utilizada por uma maioria de cidadãos comuns, gente trabalhadora, honesta, que carrega nas costas as mordomias da classe política, corrupta, oportunista e já há muito desacreditada.

Além de correrem sérios riscos de se tornarem vítimas de acidentes, os motoristas que trafegam pelo local acumulam prejuízos, milhares de reais em reparos e troca de peças nos veículos são gastos anualmente unicamente por não haver, o mínimo de respeito e consideração com quem realmente precisa dos investimentos públicos de Itapevi.

“Eu sei quando a prefeitura vai fazer alguma coisa. Todos nós sabemos. É só se aproximar as eleições, pois aí, eles vão querer algo em troca, alguém duvida?”, questiona a moradora Magda de Farias, moradora há 25 anos do bairro.