Carvoaria irregular é desmontada pela Prefeitura de Itapevi
Foto: Reprodução/PMI

Para a segurança da população e de quem empreende, é preciso regularizar todo e qualquer tipo de comércio ou serviço e com isso agir dentro da legalidade. Entretanto, não foi o caso de uma carvoaria que funcionava irregularmente na Estrada Cruz das Pedras, no Monte Serrat. A Prefeitura descobriu a atividade clandestina na quarta-feira (8) por meio de uma denúncia anônima.

+Motorista de caminhão é multado em mais de R$ 17 mil em Itapevi

Atuaram na ocorrência agentes do Setor de Fiscalização de Posturas Municipais da Prefeitura, da Guarda Civil Municipal e da Secretaria do Meio Ambiente e Defesa dos Animais.

De acordo com os agentes, eles foram chamados para averiguar uma ocorrência de desmatamento de vegetação nativa. Quando chegaram, encontraram um caminhão descartando restos de material de jardinagem, lenha e foram encontrados fornos para confecção de carvão. Questionado, o dono do veículo negou ter desmatado a área de aproximadamente 1 mil metros quadrados e disse ter trazido a lenha de um outro local.

“Aparentemente a área estava sendo desmatada para fazer carvão e eles ainda estavam recebendo madeira de outros lugares. Nosso objetivo é coibir qualquer tipo de prática ilegal, sem licença ou autorização do município. Seguiremos monitorando a área de qualquer maneira para evitar a retomada da prática”, explica Maria Fernanda Campos Vieira, diretora de Licenciamento Ambiental da Prefeitura de Itapevi.

+Prefeitura de Itapevi interdita vias do Centro para compras de final de ano

O motorista recebeu uma multa no valor de R$17.040,00 pelo descarte ilegal de material. O veículo também foi recolhido ao pátio municipal. O caminhão fica por 10 dias no local. Apenas após este período e o pagamento de multas e das despesas provenientes da apreensão é que o proprietário poderá retirá-lo.

O valor da estadia de caminhão é R$172,50 e do guincho R$1.051,02. Desta forma, o valor mínimo pode chegar a R$2.776,02. Somando as taxas de multa e de pátio, a despesa do motorista multado não é inferior a R$ 19.816,02.

O caso foi encaminhado para a Delegacia de Crimes Ambientais de Barueri, que dará sequência à investigação. A Polícia Civil solicitou perícia para o local.

Para denunciar, o cidadão pode entrar em contato de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Rua Agostinho Ferreira Campos, 675 – Vila Nova Itapevi) pelo telefone 4143-7600. A GCM, que apoia as ações dos fiscais, atende 24 horas por dia nos telefones 153 e 199 e a Polícia Militar pelo 190.