O caseiro que trabalhava na chácara do casal morto durante um assalto em Itapevi, na sexta-feira (04/07), tentou ajudar os patrões, mas foi trancado em uma dispensa por um dos bandidos.

O homem, de 75 anos, foi acionado por um vizinho, que tinha ouvido gritos da casa principal. Ao chegar ao local, o caseiro foi surpreendido por um assaltante que, com uma espingarda, o rendeu e o trancou em uma dispensa.

 

Leia também:

+ Ladrões matam casal em Itapevi e fogem com carro das vítimas

Novo Vídeo: Família de irmãos mortos acredita em vingaça

 

O caseiro conseguiu se libertar e foi até a casa de um pedreiro, de 59 anos, para se esconder. Após se certificarem que o homem armado havia saído da casa, as testemunhas entraram na casa principal e encontraram a funcionária pública municipal Gildete Carvalho de Melo, de 57 anos, caída no chão, com uma mancha de sangue ao redor da cabeça. Ao lado dela estava o marido, o empresário Francisco Miguel Silva, de 66 anos, ainda agonizando.

 

O caseiro e o pedreiro saíram para pedir ajuda. Quando o Samu chegou, o casal já estava morto.

 

O crime ocorreu por volta das 21h30, na chácara onde o empresário e a funcionária pública moravam, na Estrada da Lagoa. Os bandidos fugiram com o carro das vítimas, um Chevrolet Montana. O carro foi encontrado na rodovia Renê Benedito Silva, trancado e com alguns pertences das vítimas, além de documentos e uma quantia de R$1.674,00.

 

O caso foi registrado no Distrito Policial de Itapevi, que solicitou perícia para a casa e o carro. O suspeito não foi localizado.