Prof PaulinhoTem coisas em Itapevi que são muito curiosas, umas delas é a “Revolta” e “Indgnação” que domina alguns vereadores, não são todos, e outros “puxa-sacos” partidários ao serem citados em críticas aqui no Itapevi Realidade, que existe há cerca de 5 anos, e em outras páginas influentes na cidade como o Itapevi Fail.

.

Roberto do GasHá os que vão até a tribuna da câmara para choramingar, dizer que são alvo de perseguissão, outros fazem teatro em publicações em vídeo e texto em suas redes sociais, justificando até o injustificável, alegando que são vitimas de um o atendado contra a sua “honra” e “história de lutas pela melhoria da vida do povo”, tudo balela… no fim, continua a mesma coisa.

.

bolorÉ incrível a incapacidade que estes cidadãos têm de lidar de forma madura ao serem alvos de opiniões divergentes as deles, afinal, não se mais ter opinião no Brasil? É um direito, goste ou não, pode até ter gosto amargo, mas vai ter que engolir! Mas o mais engraçado é que o argumento é sempre o mesmo, seja de um vereador do governo, da oposição e dos “puxa-sacos” deles também: “Este veículo tem lado!“, “Vocês são comprados, por que não falam mal do fulano ou do beltrano?“, “Quer dizer que agora vocês lado…?” é cada bobagem, cada cara de pau, só rindo mesmo…

TininhaAs vezes ate parece que a câmara municipal é, na verdade, uma Creche onde se pode encontrar algumas crianças choronas e que ainda não aprenderam a lidar com o ego delas, por estarem tão acostumadas com o mimo dos pais, o simples olhar corretivo da “tia da creche” é motivo para abrirem o berreiro e espernear por horas… lamentavemente alguns deles não entendem que nem todo mundo pensa como eles, não sabem (aliás, sabem, mas não se importam) que é direito pensar diferente e dever respeitar isso, e o povo tem que ter paciência viu, senão fica manhoso, xinga e até faz bico, pra não dizer que é mentira, aguarde só a choradeira que este artigo opinativo vai gerar, fique atento para não perder o teatrinho repetitivo e típico da categoria.

CamilaMas não adianta perder tempo, a Supernanny já ensinou que criança chorona não merece atenção, tem que deixar chorar sozinha pois uma hora ela cansa, se cala e aprende… É Psicologia, pode demorar um pouquinho, mas ela acaba aprendendo, isso é garantido.

.

Fabio FreitasSinceramente, isso só pode ser sinismo, nos discursos eles dizem que por onde passam “ouvem as reivindicações e críticas da população” e levam o tema até a câmara para discutir e viabilizar uma solução, mas esperaí, as criticas que a população faz, por meio de matérias em sites e publicações nas redes, também são reivindicações, é difícil de entender isso ou será preciso desenhar?

.

CasaoReinvindicar e criticar, nem sempre é por uma questão partidária ou de lado político, parem com essa bobagem, reivindivação e crítica é sinal de que há o que melhorar, alguém já viu criticas quando todo mundo está satifeito? Afinal, alguém aí está satisfeito com o trânsito da cidade? Com a valorização que o funcionário público tem? Algum professor se considera satisfeito com a vergonha a qual são expostos quando o assunto é salário e condições de trabalho em Itapevi? Os idosos estão felizes com a falta de remédio? Os comerciantes estão satisfeitos? E nós, jovens, que precisamos estudar em outras cidades por que não existe faculdade na cidade que recebe o dinheiro dos nossos impostos, será que estamos satisfeitos? E quando reclamamos que estão se aproveitando da nossa paciência, ainda somos errados? Ah! Faça-nos o favor, né?

.
BruxãoSerá que toda vez que algum morador reivindica algo, a reação deles é de “Revolta” e “Indignação” também? Se isso é feio para o puxa-saco, imagina para o caro vereador, aliás, isso é vergonhoso, isso desonra a cadeira ocupada por ele em uma institução de poder municipal, que exige no mínimo, respeito pelo dinheiro público e consideração pela necessidade do povo!

.

InaciaMas sabe, este tipo de reação é comum na nossa cidade, se você já reclamou alguma vez, sabe bem do que estou falando, e embora seja compreensível que não é fácil ter suas ações criticadas, essa “revoltinha” não deveria existir se houvesse maturidade de ouvir e humildade de reconhecer que as coisas não vão bem e que esse discursinho infantil não enche a barriga de ninguém, exceto a sua própria e a dos pares no legislativo. O fato, é que ao longo do tempo, alguns vereadores se acostumaram a ser tratados como seres de outro mundo, estrelas da cidade, verdadeiros youtubers famosinhos de peito estufado, isso subiu de tal modo em suas cabeças, que acabaram se sentindo no direito de fazer o que quiser, seja dentro ou for a da câmara municipal, pois nem o povo, nem a imprensa falam um “Ah!” sobre o que eles fazem, e quando vão aos bairros, estão acostumados a ser recebidos sempre de braços abertos, de forma calorosa, cheios de pedidos de fotos e tudo mais, mas se há um pedido sério de um cidadão em meio a tudo isso, automaticamente jogam o famoso discursinho “pode deixar, vou falar com o fulano, isso tem que melhorar…“, mas no fim, vão embora e fica tudo como estava.

TicoMas os tempos estão mudando, e cada vez mais rapidamente, esta é a GERAÇÃO Y, se acostumem e se adaptem meus caros, os tempos de tranquilidade acabaram! Esta geração é muito diferente das anteriores, para ela o vereador não é uma estrelinha brilhante no céu, que as vezes desce na terra pra dar um “Alô”, para esta geração, vereador é apenas mais um colaborador, no trabalho dele, ele é pago com o dinheiro da gente, e igualzinho a todos nós tem de ser cobrado, tem de mostrar resultado, e se não gostar, que procure outro trabalho, ninguém é obrigado a aceitar uma vaga que não se enquadra, não é mesmo?

Alexandre RodriguesAh! E se não mostrar resultado, a chefia está aderindo ao famoso, “Tchau querida!”, viu os casos Eduardo Cunha, Dilma e  outros que hão de cair? A gente abre a vaga para alguém mais competente, no mercado não faltam candidatos, a gente encara as coisas como elas são, histórinhas não convencem essa geração não, viu?

.
ChambinhoA socidade não quer mais o famoso “Pão e circo” que, em outros tempos, agradavam muita gente. Nós não somos pessoas egoístas como as do passado, que estavam acostumadas a olhar apenas para o seu próprio umbigo e ficavam satisfeitas com a solução do seu próprio problema em detrimento dos demais. A gente tem opinião sim, e não precisa pedir permissão alguma pra expor elas, queremos participar, dar ideias, vereador não é dono de cidade, a construção da cidade tem que ser feita pela população, é o povo quem direciona as coisas, é importante que os papeis estejam claros senão, o “poste vai continuar molhando o cachorro” como está acontecendo.

Toni da GenteEsta geração quer um futuro, para nós e para os demais, não queremos o melhor atendimento para um, queremos que um bom atendimento atinja todos, trabalho bom e digno para todos, escola e creche boa para os filhos da gente e dos nossos amigos, opção de faculdade na nossa cidade e na dos demais, ruas pavimentadas de verdade, e manutenção de calçadas e praças feita com o dinheiro da gente, não com o dinheiro de um vereador “que sentiu no coração“, a gente não precisa de esmola não, o vereador que trabalhe e use o dinheiro do seu trabalho para sustentar a sua família.

Gordo CardosoNão há mais espaço para acomodados, isso cansa e enoja a população batalhadora. Judiaram e tiraram as esperanças dos nossos avós por muito tempo, judiam e humilham os nossos pais, que trabalharam e continuam a trabalhar duro para pagar impostos e criar bem os seus filhos, é triste e lamentável ver gerações de famílias sendo perseguidas pela miséria, pelo descaso, pela falta de dignidade, a população quer apenas uma coisa: TRABALHO DE VERDADE!

.

AkdenisNestes novos tempos vai ter menos imprensa comprada (consequentemente mais criticada), mais morador denunciando e criticando a atuação da câmara, e com isso, menos vereador que vive de política, menos vereador mamando dinheiro publico enquanto passar vários mandatos fazendo origami em sessão, socorrendo um e outro com o carro próprio (por falta de ambulância) e ganhando voto por dar apoio para família enlutada. As coisas mudaram, a imprensa e o cidadão vão acompanhar cada vez mais, cobrar mais, a gente quer menos “mi mi mi” e mais resultado, mais eficiência, mais transparência, e tudo isso, ao lado de vereador sério, por que vereador não é inimigo de cidadão, mas ele é um amigo que sabe ouvir, ser criticado e que tem de ser acompanhado bem de perto, para não fazer bobagem!

Julio PortellaConsiderando tudo isso, é fundamental esclarecer que Itapevi tem 457 candidatos a vereador (veja aqui a lista), de longe podemos garantir que, entre essas pessoas há muita gente ruim, mas há também gente tão competente e estudada quanto os atuais ocupantes das 17 cadeiras da câmara municipal, cuja metade, segundo o TSE não tem ao menos um curso superior, e por esta razão, NÃO APOIAMOS A REELEIÇÃO DE NENHUM DOS ATUAIS 16 VEREADORES QUE ESTÃO NAS FOTOS DESTE ARTIGO. 

Respeitamos quem pensa diferente e apoia, escoher seus candidatos é um direito que todo cidadão deve exercer, porém, não apoiamos reeleição independentemente do partido, o resultado dos últimos 3 anos foram absurdamente insatisfatórios, a câmara municipal mais fraca e incapacitada da história de nossa cidade, e para ter resultados diferentes é preciso ter gente diferente atuando na cidade. #NãoReelejoVereadorEmItapevi

Os tempos de creche se foram, a cidade já tem 57 anos e passou da hora de amadurecer, encarar a realidade, arregaçar as mangas e ter gente competente de verdade para fazê-la assumir seu lugar de protagonista!