COMPARTILHAR

[pos_dim pos_width=6]

O ano de 2014 não começou muito bem para um casal de jornaleiros que mantinham uma banca de jornais e revistas há mais de 30 anos em Itapevi, ele trabalhavam no início da  Avenida Pedro Paulino, próximo a nova agência da Previdência Social na rotatória da Cohab da cidade.

 

O dono da banca Gunther Ruppelt dos Santos de 58 anos e sua esposa Maria Tereza Cebalos Aguilar de 56 dedicaram 30 anos de suas vidas ao trabalho na banca, foi através dele que conseguiram criar seus 3 filhos e até o incidente era da banca que lhes vinha o sustento. Em agosto de 2013, o casal resolveu investir na substituição da estrutura da banca, compraram uma estrutura melhor e mais moderna, o que valorizou o ponto em que estava instalada, foi uma conquista muito importante para o casal após 30 anos de dedicação.

 

Nova banca foi entregue em agosto de 2013.
Nova estrutura da banca de jornal foi entregue em agosto de 2013. Conquista de 30 anos de dedicação do casal

 

Após 4 meses da aquisição da nova estrutura, no dia 7 de janeiro de 2014, a banca de jornal foi incendiada, um incêndio de origem ainda desconhecida que está sendo investigado pela Delegacia de Polícia de Itapevi, que ainda aguarda os resultados da perícia. Segundo o proprietário da banca, o incêndio foi criminoso. “Às 3 horas da madrugada a banca foi incendiada. No local foram encontradas uma garrafa pet com um litro e meio de gasolina e outra pet de meio litro, vazia”, conta. Em Itapevi não há base do corpo de bombeiros, a mais próxima da cidade fica em Barueri e na data da ocorrência, o bombeiros levaram cerca de 1 hora para chegar até o local e controlar o incêndio, devido a esta demora a  estrutura foi avaliada como perda total pelo fornecedor.

Devido a distância, bombeiros de Barueri levaram cerca de 1 hora para atender ocorrência.
Devido a distância, bombeiros de Barueri levaram cerca de 1 hora para atender ocorrência.

A nova banca adquirida pelo casal não tinha seguro, o valor era muito alto e como ainda estavam pagando pela nova estrutura, o casal não tinha condições de pagar por uma apólice.

Após incêndio, banca teve perda total. Prerjuízo de R$ 80 mil reais incluindo estrutura e produtos
Após incêndio, banca teve perda total. Prerjuízo de R$ 80 mil reais incluindo estrutura e produtos

 

Sobrevivendo com doações:

Segundo Günter, os últimos dois meses foram os mais difíceis de sua vida, está sobrevivendo graças a doações que tem recebido, de amigos e desconhecidos que se sensibilizaram com a tragédia que atingiu a sua vida e a de sua esposa. “Trabalhei duro ao lado de minha esposa por mais de 30 anos aqui, nós criamos os nossos filhos com o que vinha daquela banca e agora perdemos tudo o que tínhamos. Buscamos auxílio em todos os lugares possíveis, mas ninguém consegue nos ajudar a sair desta situação. Nós só queremos trabalhar para reconstruir tudo novamente, só precisamos que alguém nos dê uma oportunidade.”, concluiu emocionado.

 

Como ajudar:

O casal aceita doações de qualquer valor em dinheiro e também na forma de alimentos e materiais. Aos que desejarem ajudar com dinheiro podem fazê-lo através de depósito bancário no banco Bradesco, Agência 1253 e Conta Corrente 55283-6 em nome de Maria Tereza Cebalos Aguilar. Já as doações de alimentos e materiais podem ser retiradas, mas o jornaleiro pede que, se possível, sejam entregues na Rua Turiaçu, 371, Alto da Colina, Itapevi. O telefone para contato é o 4773-5745.