Foto: Reprodução

Clique Aqui e envie um “OI” pelo WhatsApp para receber mais notícias de Itapevi e do Brasil em seu celular gratuitamente


Em entrevista ao apresentador do programa Primeiro Impacto, do SBT, Marcão do Povo, o prefeito de Itapevi, Igor Soares (PODE) se disse “constrangido” a respeito das condições em que o cemitério municipal de Itapevi tem feito o enterro de moradores da cidade (clique para assistir a entrevista completa).

O prefeito foi entrevistado após a apresentação de uma matéria do programa que mostra o drama de uma moradora da cidade que denunciou ao Itapevi Realidade que descobriu que o corpo de sua mãe seria enterrado em uma cova coletiva no cemitério municipal da cidade apenas no momento do enterro, além do “descaso”, como definiu o prefeito durante a entrevista, a matéria feita pela repórter Kallyna Sabino também exibe as más condições de conservação do cemitério.


Leia também:

Adolescente Yuri é encontrado morto pela polícia em Itapevi

Acusado de assassinar Yuri se entrega em delegacia de Registro no interior de São Paulo

Família oferece mil reais para quem encontrar rotweiller fêmea


Na entrevista, o prefeito da cidade reconheceu que enterrar vários corpos em uma mesma cova é um ato de “descaso”, entretanto, ele afirmou também que isso ocorre há vários anos no município, “como ela (moradora que denunciou), milhares de outras famílias passaram por isso nos últimos anos, por que gestores anteriores não fizeram o que teria que ser feito, prever o futuro e já construir um cemitério antes que acontecesse um colapso como hoje acontece em Itapevi“, afirmou o prefeito.

O prefeito também confirmou a informação publicada pelo Itapevi Realidade de que, um projeto para a construção de um novo cemitério está sendo concluído e a licitação para a construção deste cemitério le deve ser publicada ainda no mês de agosto, de acordo com Igor, o município já tem o local onde será construído o cemitério e também o dinheiro necessário para pagar a construção.

Durante a entrevista, o apresentador Marcão do povo também cobrou um compromisso do prefeito para a realização de alguma medida temporária para que a população da cidade deixe de passar por este problema até a entrega do novo cemitério, Igor afirmou que abriu uma licitação emergencial para a construção de sepulturas verticalizadas em uma pequena área do atual cemitério, segundo ele, esta ação emergencial deve ser entregue em 1 ano para a população.