A prefeitura de Itapevi promoveu na última Terça-Feira (26) um seminário de encerramento das ações pedagógicas do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa – PNAIC, um Programa Federal, criado em 2013, que promove encontros com professores da rede municipal de ensino para promover técnicas para reforçar o processo de alfabetização.

O objetivo do programa é alfabetizar todas as crianças do município até os oito anos de idade.

O evento ocorreu na Escola Bemvindo Moreira Nery, na região da COHAB, e contou com a presença de 530 professores, de acordo com alguns professores que estavam no local, o prefeito da cidade, Igor Soares, não compareceu ao evento, mas enviou a recém nomeada, secretária de Educação do Município, Eliana Silva, como sua representante.

Professores que participaram do evento afirmaram que a nova secretária foi muito vaiada pelo público ao afirmar durante o seu discurso que, “quem quiser valorização ou salário de excelência deve sair da educação!”, a platéia também teria se manifestado quando Eliana afirmou que “As professoras dão muita atenção a questão salarial”. Constrangida e com o aumento das vaias, a secretária teria encerrado o discurso.

De acordo com um professor que também participou do encontro, Lopes, assessor do Gabinete do prefeito Igor Soares, também discursou no evento e tentou amenizar a situação, em seu discurso, Lopes falou sobre “trabalhar por amor”, no entanto, a platéia novamente voltou a protestar e não foram feitos novos discursos.

Professores lamentam nas redes sociais

O episódio de constrangimento foi parar nas redes sociais, relatos e comentários de pessoas que estavam no evento foram publicadas na página da prefeitura de Itapevi no Facebook.

Lamentável foi o discurso da Secretária, que desvalorizou toda a categoria de professores” afirmou uma internauta.

Em outra publicação, uma professora afirma “530 professores para ouvir que, se estamos descontentes com o salário, devemos procurar novos rumos… (Falou a secretária que ganha por volta de 14 mil) num momento em que não cabia falar de salário. Obrigada gestão do amor, pela forma como nos trata, só uma coisa à dizer, vocês passarão, nós… nós vamos se quisermos!

De acordo com o professor da rede municipal, Isaque Palma, que estava presente: “Foi um desrespeito com todas as professoras. O que ela falou deu a entender que Itapevi não iria valorizar os professores e seria melhor procurar outro município”.

O Itapevi Realidade acionou a prefeitura da cidade para que se manifestasse a respeito do episódio, no entanto, até a publicação desta matéria não obteve retorno.