COMPARTILHAR
Vídeo mostra homem conversando com vereador Denis Lucas antes de ser morto
Foto: Reprodução

Novo vídeo obtido pela Polícia Civil mostra um homem conversando com o vereador Denis Lucas (Republicanos), de 47 anos, momentos antes de o parlamentar ser assassinado no último dia 17 em Itapevi. A investigação suspeita de motivação política e, até agora, ninguém foi preso.

O vereador estava chegando em casa à noite, após participar de um culto religioso, quando foi morto a tiros.

Pelas imagens de uma câmera de segurança, é possível ver que um homem aparece na porta da casa do vereador e fica conversando longamente com Denis antes dos disparos. Depois, o vídeo mostra o vereador entrando na garagem com o carro. O homem com quem Denis conversava vai atrás do carro na garagem. Na sequência, ouvem-se disparos e o homem sai correndo.

A polícia já descartou tentativa de roubo e ouviu parentes, o pastor da igreja que ele frequentava, amigos, a esposa de Denis e dois assessores, que relataram que ele não recebia ameaças.

A Polícia Civil ainda não se conseguiu ainda identificar a placa da moto que deu carona para o executor, que aparece, em outras imagens, fugindo do local.

+Quem era Denis Lucas, vereador de Itapevi morto ao chegar em casa

Investigação

A polícia quer saber se o assassinato de Denis ocorreu em razão de alguma vingança envolvendo conflito político. A vítima era atuante na Câmara Municipal e, segundo a polícia, estaria contrariando interesses econômicos de outras pessoas e até grupos criminosos.

Outros políticos deverão ser convocados para prestar depoimento na delegacia de Itapevi, que investiga o caso, que foi registrado como “homicídio simples”.

A possibilidade de latrocínio, que é o roubo seguido de morte, foi descartada, já que nenhum objeto foi levado da vítima. O celular do vereador estava dentro do carro quando a polícia chegou ao local.

Denis estava no seu segundo mandato como vereador em Itapevi e também era membro de duas importantes comissões permanentes da Câmara da cidade: a de Finanças e Orçamento e a de Fiscalização e Controle. Ele também era vice-presidente da Comissão Temporária de Segurança Pública e Cultura de Paz na Câmara.

O crime foi cometido por volta das 22h30 no Centro de Itapevi. De acordo com as equipes de investigação, o político foi assassinado com dois tiros logo depois de estacionar o carro na garagem. Ele voltava sozinho de um culto religioso.

Depois, ele foi fechar o portão e acabou baleado. Um familiar da vítima escutou dois tiros. Uma ambulância foi acionada, mas Denis já havia morrido no local.

Fonte G1